Atenção leitores

ESTAMOS TRABALHANDO PARA MELHORAR O BLOG - Algumas janelas ainda não estão prontas - Desculpe o transtorno,
Não trabalhamos com venda de plantas e não enviamos sementes.

FEEDBACK - Agradecemos o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que temos escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

COMENTÁRIOS - Tentamos responder os comentários na medida do possível, infelizmente não estamos conseguindo atender a todos. Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

PALMEIRA-IMPERIAL-DE-CUBA - ( Roystonea regia )

09:03 5 Comments A+ a-


PALMEIRA-IMPERIAL-DE-CUBA - ( Roystonea regia )
NOME CIENTÍFICO: Roystonea regia.

Nota: É a "árvore" nacional de Cuba.

NOME POPULAR: Palmeira-imperial-de-cuba, cuban-royal-palm, florida-royal-palm.

Nota: Ela é muitas vezes confundida com a conhecida palmeira-imperial (Roystonea oleracea) ou a palmeira-imperial-de-porto-rico (Roystonea borinquena).

SINONÍMIA: Roystonea elata.

FAMÍLIA: Arecaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Cuba, Panamá.

PORTE: Chega atingir em torno de 30 metros de altura.

FOLHAS: Folhas pinadas, arqueadas, formando 2 fileiras, com até 4metros de comprimento, são vistas de 15 a 18 de forma contemporâneas.

PALMEIRA-IMPERIAL-DE-CUBA - ( Roystonea regia ) - Detalhe das folhas e do palmito
 FLORES: As inflorescências são unissexuais, grandes, de coloração branca/amarelada, com anteras rosadas, despontam abaixo do palmito.

FRUTOS: De coloração verde quando imaturos, passando para vermelho a púrpuro-negro quando maduros, medem em torno de 1 cm.

Nota: Os frutos são comidos por aves e morcegos, que ajudam a dispersar as sementes.

TRONCO: De coloração esbranquiçada, Bastante espesso, chegando a medir até 60 cm de diâmetro, com dilatações irregulares e abaixo de suas folhas recurvadas uma grande área verde clara (palmito).

PALMEIRA-IMPERIAL-DE-CUBA - ( Roystonea regia ) - Detalhe do tronco
LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Gosta de solo úmido, mas não encharcado. Principalmente quando jovem regar de forma moderada, 2 vezes por semana.

CLIMA: Aprecia clima quente e úmido.

PODA: Não necessária. Quando ainda é possível alcançar, folhas secas podem ser cortadas por efeitos estéticos.

CULTIVO: Se a muda adquirida, esteve sempre na sombra ou protegida por sombrite, antes de plantar no local definitivo, deixe parte do dia no sol e parte na sombra, para que possa se aclimatar. Ao plantar cuidado para não quebrar o torrão. Nos primeiros anos terá um crescimento um pouco mais lento.

FERTILIZAÇÃO: Para uma cova de 40 x 40 cm misture bem na terra retirada cerca de 10 colheres de sopa de NPK, fórmula 10-10-10.

UTILIZAÇÃO: Fica realmente espetacular em grandes espaços de forma isolada  ou em fileiras.

PROPAGAÇÃO: Por sementes, a germinação ocorre em torno de 2 meses.

PLANTA MEDICINAL: Suas raízes têm propriedades medicinais sendo utilizadas como diurético e no tratamento de diabetes.

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei no Jardim Botânico Plantarum, em Nova Odessa / SP, onde ela pode ser apreciada em detalhes, endereço nesta página do lado direito (É só clicar).

5 comentários

Write comentários
Unknown
AUTHOR
3 de agosto de 2014 03:38 delete

Olá, gostaria de planta-la próximo a um muro. Qual a distância mínima recomendada?
Obrigado e parabéns pelo Blog.

Reply
avatar
Mário Franco
AUTHOR
18 de agosto de 2014 14:08 delete

Olá Boa Tarde.
Apesar de suas raízes serem do tipo cabeleira, não agressivas, ela chega atingir 30 metros de altura e o tronco cerca de 60 cm, portanto, não deve ser plantada a menos de 1,5metros.
Um abração!

Reply
avatar
Francis
AUTHOR
30 de janeiro de 2016 17:25 delete

Olá, eu cortei algumas raízes da minha palmeira que estavam por cima da terra (por motivos estéticos) e acho que fiz besteira porque agora ela começou a muchar. Será que a condenei? ou teria uma dica milagrosa?

Reply
avatar
Mário Franco
AUTHOR
30 de janeiro de 2016 20:00 delete

Olá Francis, Boa Noite.
Ela tem raiz tipo cabeleira, não tem uma principal, todas são semelhantes.
Não tem o que fazer senão aguardar uma reação da planta, continue a cuidar normalmente, sem exageros.
Conforme dano, ela pode começar a reagir ou não.
Mande retorno no futuro, assim todos aprendem.
Boa Sorte.
Um abração!


Reply
avatar
Anônimo
AUTHOR
13 de dezembro de 2016 11:14 delete

Quando florescem, podemos cortar os tendões antes de abrir? Uma vez que não tenho interesse em reproduzi-la.

Reply
avatar