ATENÇÃO LEITORES DO BLOG - COMENTÁRIOS:
Estou sem tempo para responder os comentários, peço ajuda a pessoas que realmente conhecem a planta da postagem que ajudem a esclarecer a dúvida.

Ainda não trabalho com venda de plantas e não envio sementes.

Para ver todas postagens - É só clicar no link abaixo:
ÍNDICE GERAL DOS TÓPICOS

16 de mai de 2012

GARRA-DO-DIABO - ( Ibicella lutea )


GARRA-DO-DIABO - ( Ibicella lutea )
NOME CIENTÍFICO: Ibicella lutea.

NOME POPULAR: Garra-do-diabo, martínea, chifre-de-carneiro, devil’s claw.

Nota: O nome popular “garra-do-diabo” foi dado, devido ao formato das garras afiadas duplas de suas vagens. Elas ficam presas em grandes animais ao passarem por elas, e acabam levando para lugares mais longe, é a maneira da planta dispersar suas sementes.

SINONÍMIA: Martynia lutea, Proboscídea lutea.

FAMÍLIA: Martyniaceae.

CICLO DE VIDA: Anual.

ORIGEM: América do Sul.

PORTE: Planta rasteira, seu caule se alastra, podendo medir vários metros.
 
FOLHAS: De coloração verde-escuro na página superior e verde claro, com nervuras bem definidas na sua página inferior.

GARRA-DO-DIABO - ( Ibicella lutea ) - Detalhe da folha página (face) superior


GARRA-DO-DIABO - ( Ibicella lutea ) - Detalhe da folha página (face) inferior
FLORES: Vistosas, de coloração amarela, com o centro pontilhado alaranjado.

GARRA-DO-DIABO - ( Ibicella lutea ) - Detalhe da flor
Nota: Insetos são atraídos pelo cheiro (não agradável), que a planta exala e ficam presos na resina adesiva, mas como não é uma planta carnívora, não absorve os nutrientes destes insetos.

FRUTOS: São de formato estranho, possui dois longos apêndices na sua ponta, semelhantes a garras ou pinças. Os frutos quando jovens de coloração verde-escuro são comestíveis, quando maduros adquirem cor negra.

GARRA-DO-DIABO - ( Ibicella lutea ) - Detalhe do fruto ainda jovem
TRONCO:Seu caule adquire textura herbácea.

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Aprecia solo ligeiramente úmido, regar uma vez por semana, não suporta encharcamento.

CLIMA: Quente e seco.

PODA: Não necessária. Se cultivada como ornamental, retirar folhas e flores secas e se desejar limitar expansão da planta, corte brotações.

CULTIVO: Apesar de não ser muito exigente em relação a qualidade do solo, prefere solo arenoso, rico em matéria orgânica e que tenha boa drenagem.
 
FERTILIZAÇÃO: Por ocasião do plantio incorpore na terra do local onde ela vai ser cultivada cerca de 20 litros de esterco de gado bem curtido por metro quadrado.

UTILIZAÇÃO: Cultivada como planta ornamental pois suas flores são vistosas e seus frutos de formato diferente despertam curiosidade. É extraído corante de coloração negra, utilizado em artesanato.
GARRA-DO-DIABO - ( Ibicella lutea ) 
PROPAGAÇÃO: Por sementes.

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei no Jardim Botânico Plantarum, onde esta planta pode ser vista em todos seus detalhes:


Nenhum comentário:

Postar um comentário