Atenção leitores

ESTAMOS TRABALHANDO PARA MELHORAR O BLOG - Algumas janelas ainda não estão prontas - Desculpe o transtorno,
Não trabalhamos com venda de plantas e não enviamos sementes.

FEEDBACK - Agradecemos o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que temos escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

COMENTÁRIOS - Tentamos responder os comentários na medida do possível, infelizmente não estamos conseguindo atender a todos. Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

GUARIBU-PRETO - ( Astronium concinnum Schott )

08:04 0 Comments A+ a-

Clique para ampliar
Astronium concinnum Schott.
NOME CIENTÍFICO: Astronium concinnum Schott.

NOME POPULAR: Guaribu-preto, guarabu-preto, guarabu-marcineiro, gonçalo-alves, gibata, gibata-preto, gibatão-rajado, aderno-preto, mucuri, aroeira-mucuri, mirueira.

SINONÍMIA: Astronium macrocalyx, Myracrodruon macrocalyx.

FAMÍLIA: Anacardiaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Brasil.

PORTE: Atinge até 40 metros de altura.

Nota: Por ter menos competição pela luz do sol, fora da mata tem menor tamanho.

TRONCO: Produz uma madeira de excelente qualidade, resistente ao ataque de insetos, muito pesada e dura ao corte. Atinge de 90 a 140 cm de diâmetro.
 
Clique para ampliar
Astronium concinnum Schott - Detalhe do tronco
 FLORES: Sua florada pode ocorrer do outono a primavera, conforme ambiente que estiver cultivada, a inflorescência ocorre na ponta dos ramos contendo uma grande quantidade de pequenas flores de coloração amarela, depois passando para rosado durante frutificação.

FRUTOS: Logo após o florescimento ocorre a maturação dos frutos, que são pequenos medindo menos de 1cm.

FOLHAS: De coloração verde escura e brilhantes, são compostas, com cerca de 5 a 7 folíolos. 

Clique para ampliar
Astronium concinnum Schott  - Detalhe da folha pinada

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Prefere solo úmido mas não encharcado, regar 2 vezes por semana, principalmente enquanto for jovem, depois de adulta, só no caso de estiagens muito prolongadas.

CLIMA: Quente.

PODA: Não necessária. Quando jovem pode ser feito o desbaste de ramos e depois podas de limpeza.

CULTIVO: Prefere terrenos argilosos de encosta, pois conseguem reter umidade sem encharcar.

FERTILIZAÇÃO: Por ocasião do plantio, abra uma cova de pelo menos  o dobro do tamanho do torrão. Numa cova de 40 X 40 cm misture bem na terra retirada cerca de 10 colheres de NPK, fórmula 10-10-10.

UTILIZAÇÃO: Uma bela árvore que pode ser aproveitada também como ornamental, pois fornece uma boa sombra. Utilizada em fazendas, chácaras, praças públicas e grandes jardins.

PROPAGAÇÃO: Por sementes que devem ser colhidas logo que começar a queda, uma vez semeadas, em menos de 1 mês ocorre a emergência

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei no Jardim Botânico Plantarum, localizado em Nova Odessa / SP.onde esta árvore pode ser vista bem de pertinho. O endereço do local está na margem direita do blog, é só clicar na figura para entrar.