Atenção leitores

ESTAMOS TRABALHANDO PARA MELHORAR O BLOG - Algumas janelas ainda não estão prontas - Desculpe o transtorno,
Não trabalhamos com venda de plantas e não enviamos sementes.

FEEDBACK - Agradecemos o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que temos escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

COMENTÁRIOS - Tentamos responder os comentários na medida do possível, infelizmente não estamos conseguindo atender a todos. Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

MAMONA - ( Ricinus communis )

07:22 1 Comments A+ a-


Ricinus communis
NOME CIENTÍFICO: Ricinus communis.



Nota: Existe varias cultivares desta planta, com comportamento diferente em relação a seu cultivo. A Índia é o maior produtor mundial e no Brasil o estado da Bahia é quem mais produz.



NOME POPULAR: Mamoneira, mamona, rícino, carrapateira, bafureira, baga, palma-criste, abelmeluco, Castor Bean, Castor Seed.



FAMÍLIA: Euphorbiaceae - Acalyphoideae



CICLO DE VIDA: Perene.



Nota: Também é cultivada como planta anual.



ORIGEM: Bacia do Mediterrâneo, África Oriental e Índia.



PORTE: Pode atingir 3 metros de altura, embora existam cultivares de tamanhos diversos.



FOLHAS: Conforme variedade tem tamanho, cor e formatos diferentes. São brilhantes, medem de 15 a 45 cm, com 5 a 12 lóbulos com margens dentadas. Quando jovens podem ter coloração bronze, roxo avermelhado ou mesmo verde-claro, passando depois gradualmente para verde escuro.


MAMONA - ( Ricinus communis ) - Detalhe folhas novas e flores

Nota: Seu nome popular, possivelmente foi dado devido a semelhança de sua folha, com a do mamão (Carica papaya), apesar de serem plantas distintas.


MAMONA - ( Ricinus communis ) - Detalhe da folha

MAMONA - ( Ricinus communis ) - Detalhe da folha


FLORES: Na mesma planta, flores masculinas e femininas. As femininas nascem na ponta das espigas e são de coloração vermelha. As masculinas são verde-amarelada.

MAMONA - ( Ricinus communis ) - Detalhe das flores
MAMONA - ( Ricinus communis ) - Detalhe das flores


FRUTOS: É uma cápsula ovóide, de tamanho variado, contendo sementes altamente venenosas


MAMONA - ( Ricinus communis ) - Detalhe dos frutos ainda jovens e flores

MAMONA - ( Ricinus communis ) - Detalhe dos frutos verdes

TRONCO: De coloração diversa conforme variedade.

MAMONA - ( Ricinus communis ) - Detalhe do caule
LUMINOSIDADE: Sol pleno, não tolera sombreamento.



ÁGUA: Gosta de solo ligeiramente úmido. Tolera solo seco, embora sua produtividade diminua.



CLIMA: Aprecia clima que tenha temperatura média entre 20 a 30º C. Não gosta de calor intenso, nem de frio.



CULTIVO: De fácil cultivo, é vista inclusive em terrenos baldios, mas para se obter uma planta viçosa, o solo deve ser rico em matéria orgânica.



FERTILIZAÇÃO: Aplicar de 1 a 3 colheres de sopa de NPK, fórmula 04-14-08, ao redor do caule, nunca junto a ele



UTILIZAÇÃO: O óleo de mamona, também chamado de óleo de rícino, é seu principal derivado, muito utilizado na indústria química e também para produção de biodiesel.



PROPAGAÇÃO: Por sementes.



PLANTA MEDICINAL: Tem propriedades medicinais, sendo utilizado principalmente como purgativo.



PLANTA TÓXICA: Suas sementes são altamente tóxicas.



TORTA DE MAMONA - Seu uso predominante é como adubo orgânico, já que se trata de uma rica fonte de nitrogênio.

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei na chácara onde moro em Mogi Mirim - SP

1 comentários:

Write comentários
Anônimo
AUTHOR
25 de novembro de 2014 13:01 delete

será que o néctar da mamona é comestível? uma vez que insetos polinizam a mamona não deve ser venenoso pro seus agentes polinizadores

Reply
avatar