Atenção leitores

ESTAMOS TRABALHANDO PARA MELHORAR O BLOG - Algumas janelas ainda não estão prontas - Desculpe o transtorno,
Não trabalhamos com venda de plantas e não enviamos sementes.

FEEDBACK - Agradecemos o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que temos escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

COMENTÁRIOS - Tentamos responder os comentários na medida do possível, infelizmente não estamos conseguindo atender a todos. Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

RIPSÁLIS, CACTO-MACARRÃO - ( Rhipsalis baccifera )

19:00 2 Comments A+ a-



Planta herbácea epífita.
 
RIPSÁLIS, CACTO-MACARRÃO - ( Rhipsalis baccifera )
NOME CIENTÍFICO: Rhipsalis baccifera.

NOME POPULAR: Ripsális, cacto-macarrão.

SINONÍMIA: Cassytha bacífera, Cactus parasiticus, Rhipsalis cassytha.

FAMÍLIA: Cactaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Ocorre em praticamente todo o mundo em regiões tropicais e subtropicais.

PORTE: Seus ramos pendentes, chegam atingir quase 2 metros de comprimento.

FLORES: De coloração esbranquiçada, formadas ao longo dos ramos terminais, na primavera / verão.

FRUTOS: Com formato arredondado, de coloração esbranquiçada ou rosado, são muito apreciados por pássaros.

TRONCO: Ramos cilíndricos, articulados e pendentes.
 
RIPSÁLIS, CACTO-MACARRÃO - ( Rhipsalis baccifera )
LUMINOSIDADE: Meia-sombra ou sombra.

ÁGUA: Aprecia umidade, mas não encharcamento, regar 2 vezes por semana.

CLIMA: Apesar de gostar de clima quente e úmido, resiste a temperaturas mais baixas.

CULTIVO: Deve ser cultivado em substrato semelhante ao de orquídeas. Sugestão de mistura: fibra de coco com composto orgânico.

FERTILIZAÇÃO: Aplicar NPK, fórmula 04-14-08, 3 vezes por ano, uma colher de sopa, colocada ao redor do caule, nunca junto a ele.

UTILIZAÇÃO: Fica muito bem em cestas pendentes e jardineiras

PROPAGAÇÃO: Por estacas que devem ser preparadas no início da primavera ou no final do inverno e por sementes.

PREÇO: Em Holambra/SP, a cesta tamanho C21 estava sendo comercializada por R$ 8,50.

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei em Holambra / SP.

2 comentários

Write comentários
Alexandri
AUTHOR
27 de março de 2013 08:49 delete

Bom dia senhor Mario. Sou um grande fã de seu blog, já aprendi muito aqui. Minha namorada abriu recentemente uma floricultura, e estamos com um projeto de construção de mini jardins em vasos ou floreiras. Tenho algumas dúvidas.

* Eu pretendia utilizar musgo, esse comum que da no chão em todo lugar úmido, para simular a grama. Porém, minha preocupação é a seguinte, vou utilizar cactos e suculentas no nosso mini jardim e até onde eu sei eles não gostam muito de água e o musgo sim. Uma vez que o musgo retem muita água ele não prejudicaria os cactos e suculentas?

Se o senhor tivesse outras dicas para nosso mini jardim eu realmente ficaria muito grato.

Um ótimo feriado para o senhor.

Reply
avatar
Mário Franco
AUTHOR
2 de abril de 2013 19:21 delete

Olá Alexandri, Boa Noite.

Já vi que você sabe que não dá para misturar cacto com musgo.
Se desejar fazer um "Jardim de Pedra" com muitos variadades de suculentas, deve colocar um substrato que contenha bastante areia grossa de cosntrução, de forma que não retenha água.
Uma camada de pedrisco branco na superfície, vai ficar legal.

Um abração!

Reply
avatar