Atenção leitores

ESTAMOS TRABALHANDO PARA MELHORAR O BLOG - Algumas janelas ainda não estão prontas - Desculpe o transtorno,
Não trabalhamos com venda de plantas e não enviamos sementes.

FEEDBACK - Agradecemos o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que temos escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

COMENTÁRIOS - Tentamos responder os comentários na medida do possível, infelizmente não estamos conseguindo atender a todos. Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

TAMAREIRA-DAS- CANÁRIAS - ( Phoenix canariensis )

08:09 0 Comments A+ a-


TAMAREIRA-DAS- CANÁRIAS - ( Phoenix canariensis )

NOME CIENTÍFICO: Phoenix canariensis.

NOME POPULAR: tamareira-das-canárias, palmeira-das-canárias, palmeira-canária, Canarias Palma (inglês).

Nota: É  a planta símbolo das Ilhas Canárias e parente da Phoenix dactylifera, que é a tamareira, cujo fruto é bem conhecido por todos.

SINONÍMIA: Phoenix cycadifolia, Phoenix jubae, Phoenix tenuis.

FAMÍLIA: Arecaceae.

CICLO DE VIDA: Perene.

ORIGEM: Ilhas Canárias.

PORTE: Chega atingir mais de 15 metros de altura.

FOLHAS: São grandes (4 a 6 metros de comprimento), pinadas (com 80 a 100 de cada lado), de coloração verde escuro brilhante, formam uma coroa densa.

FLORES: As inflorescências é composta por muitas flores de coloração creme-amarelada, sendo que a masculina e feminina são em plantas distintas.
 
TAMAREIRA-DAS- CANÁRIAS - ( Phoenix canariensis )
FRUTOS: De coloração amarelo-alaranjados, de formato oval (tamanho de uma azeitona), produzidos na planta feminina, mesmo com ausência da masculina. Apesar de o fruto ser comestível, como a polpa tem uma camada muito fina e tem um único caroço bem grande ocupando praticamente todo espaço, não vale a pena comer. São muito apreciados pelos pássaros

TRONCO: único, robusto, marcado pela base das folhas já caídas.

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Principalmente quando a planta for jovem, o solo deve estar sempre úmido, mas não encharcado, uma vez estabelecida, a rega pode ser feita somente em caso de estiagens muito prolongadas.

CLIMA: Aprecia clima quente, tolera clima temperado e não suporta frio intenso.

PODA: Não há necessidade de ser podada, apenas retirada de folhas secas, mas  podem ser cortadas as folhas da base da coroa, ficando com forma de um abacaxi.

CULTIVO: Prefere solo rico em matéria orgânica com boa drenagem, mantido úmido. É tolerante a salinidade do solo e seca.

FERTILIZAÇÃO: Por ocasião do plantio, misture bem na terra retirada esterco animal sempre muito bem curtido ou composto orgânico, a profundidade e largura da cova deve ser no mínimo o dobro do tamanho do torrão.

UTILIZAÇÃO: Devido a dimensão que a planta atinge, só deve ser plantada em grandes espaços, de forma isolada em grupos ou fileiras.

Nota: Os nativos retiram seiva da planta, para produzir uma espécie de mel de palmeira.

PROPAGAÇÃO: Exclusivamente por sementes que demoram em torno de 4 meses para germinarem..

PREÇO: Como é uma planta de crescimento lento, o preço varia conforme tamanho da planta.

FOTOS DESTA POSTAGEM: Fotografei no Jardim Botânico Plantarum, localizado em Nova Odessa / SP.
TAMAREIRA-DAS- CANÁRIAS - ( Phoenix canariensis )