Atenção leitores

ESTAMOS TRABALHANDO PARA MELHORAR O BLOG - Algumas janelas ainda não estão prontas - Desculpe o transtorno,
Não trabalhamos com venda de plantas e não enviamos sementes.

FEEDBACK - Agradecemos o recebimento de quem tem informações adicionais sobre as plantas postadas neste blog, especialmente se não concordarem com o que temos escrito ou se têm dicas culturais adicionais, pois isso certamente ajudaria a todos.

COMENTÁRIOS - Tentamos responder os comentários na medida do possível, infelizmente não estamos conseguindo atender a todos. Os comentários passam por moderação e não são publicados de imediato, não serão aceitos comerciais.

VINCA-ALBA, VINCA-BRANCA - ( Catharanthus roseus )

20:54 0 Comments A+ a-



Semi-herbácea

NOME CIENTÍFICO: Catharanthus roseus.

Nota: Existe no mercado muitas cultivares, onde foram desenvolvidas cores, formatos e resistência a temperaturas mais frias.

NOME POPULAR
: vinca-alba,vinca-branca, vinca, vinca-de-gato, vinca-de-madagascar, boa-noite, bom-dia.

FAMÍLIA: Apocynaceae.

CICLO DE VIDA: Perene, mas cultivada como bienal, porque com o passar do tempo a planta não apresenta o mesmo aspecto inicial.

ORIGEM: Madagascar.

PORTE: 50 cm de altura.

FOLHAS: Com formato oval, ramificada, opostas e brilhantes.

FLORES: De cinco pétalas, com cores e dimensões conforme as variedades, a “Alba” tem flores totalmente brancas e a “Oculata” as flores são brancas e o centro rosa. A floração acontece quase o ano inteiro.

LUMINOSIDADE: Sol pleno.

ÁGUA: Planta bastante rústica resistente inclusive a estiagens, mas fazer regas moderadas de 2 a 3 vezes por semana vai deixar a planta muito mais vistosa.

CLIMA: Quente e úmido ou ameno.

PODA: Como foi dito acima após 2 anos deve ser renovado o canteiro ou qualquer lugar que esteja semeada, antes disso apenas retirar ramos secos e mal formados.

CULTIVO: Planta muito rústica e pouco exigente em ralação a solo, mas prefere substratos areno-argiloso, que tenham boa drenagem. Sugestão de mistura: 1 parte de terra comum de jardim, 1 parte de areia grossa de construção bem lavada, 1 parte de terra vegetal  e 1 partes de composto orgânico. Para estimular a brotação lateral faça o “beliscamento” dos ponteiros na fase inicial do cultivo.

FERTILIZAÇÃO: Por ocasião do plantio misturar bem ao solo cerca de 5 colheres de sopa de NPK 04-14-08, após 60 dias aplique de 3 a 4 vezes por ano 1 colher de sopa ao redor do caule de cada planta, nunca junto a ele.

UTILIZAÇÃO: Pode ser utilizadas em maciço, bordaduras, jardineiras e vasos.

PROPAGAÇÃO: Por sementes e mudas que nascem próximas a planta mãe.

Nota: As mudas que se formam junto a planta mãe são por germinação espontânea, as sementes são formadas em pequenas vagens.

PLANTA TÓXICA: Não deve ser consumida por ser uma planta tóxica.

PLANTA MEDICINAL: Usada no tratamento de vários tipos de doenças.

FOTO DESTA POSTAGEM: Fotografei na chácara onde moro, em Mogi Mirim - SP.